segunda-feira, 28 de junho de 2010

Hipnose

Esta deve ser a única postagem da semana. Um saco sem fundo.
Na quinta à noite, seguiremos para a Enseada do Bananal, em Angra dos Reis (RJ). Frio igual ao ano anterior (há exatamente um ano). Boas e tristes lembranças mas ainda vamos festejar!



Uma imagem que me prendeu a atenção, meses atrás, e diz muito sobre as pessoas e suas escolhas... ou talvez eu só esteja viajando mesmo:

Uma garotinha de uns dois anos, uma vitrine, 4 enormes TV's de plasma e outra, minúscula - rosa, exibindo ao lado das outras o mesmo desenho animado, simultaneamente.

Enquanto nós, adultos, nos impressionamos com alta definição e telas de 84 polegadas, qual das telas ganharia a atenção incondicional da garotinha? Mesmo sem a imagem, é obvio que era a mini TV rosa que ela queria para si e a prendia sentada no chão, quase que hipnoticamente.

Isso poderia gerar uma dissertação sobre a admiração por coisas simples que vai se perdendo ao longo dos anos. Por outro lado também podia ser sobre escolhas, uma vez que viver é escolher o tempo todo. Como ter a oportunidade de um emprego mais bem-remunerado e, ainda assim, escolher o que se gosta de verdade. Ou como ser rico e pagar pelo design das coisas, não por sua utilidade. Depende do que nos salta aos olhos, do que mexe com os desejos mais primitivos e... putz, nem sei mais aonde queria chegar!

(mesmo assim escolho postar um raciocínio incompleto só pelo valor dos pensamentos)

E o que aprendemos com isso, meninos e meninas? - Eu sei lá! este não é um blog educativo.

Até à volta!

PS. Antes de postar esta história boba, contei à Yasmin, que também é doida pela cor rosa.

2 comentários:

Yasmin Ayumi disse...

ahhh eu lembro dessa história!!
Post profundo O.o se bem que como eu te disse eu também ficaria olhando a tv rosa, mas só pq é rosa *__*
o melhor é que tá passando a marmota!! Quando esse vídeo estorou eu lembro de ficar repetindo ele várias e várias vezes...
Boa viagem =D

o..o andre santos disse...

vc pensa que é só uma cor mas, lá no fundo...
ehehe. Obrigado! Devo voltar no domingo.
Se essa marmota virasse um desenho, seria o desenho mais curto de todos... ou ela agiria o tempo todo como uma marmota normal e, no final de todo episódio, alguma coisa absurda aconteceria fazendo-a olhar pra camera com essa cara. E fim. :P