segunda-feira, 5 de julho de 2010

De Volta ao Refúgio Uchinanchu

Terminal Rodoviário Tietê, 21:50 da quinta-feira, dia primeiro de julho. Lá se vão os mangakás atrás de mais histórias num lugar distante de suas casas.
Nos dividimos: Bernô, com a mala mais pesada, seguraria o motorista na plataforma 32, enquanto eu correria para o guichê, trocando nossas reservas por passagens - O ônibus partiria às 22h!



Não dá para fugir do torcicolo em viagens tão longas. Preciso urgentemente comprar um daqueles apoios de pescoço...

O 3º Festival de Cultura Japonesa na Ilha Grande prometia força total nesta edição. Ano passado o tempo estava fechado e o ar úmido não colaborou muito, mas desta vez, no caminho para a praia de Maguariqueçaba, o vento afastava as nuvens. Eram 7:04 da manhã e o sol aparecia, mudando o negro do céu em tons de rosa e lilás que... que coisa, melhor controlar meu lado poeta ou ninguém vai passar daqui, hehehe.




Muita animação na chegada!


O capitão ao fundo tentando enxergar o caminho


RECANTO DOS PÁSSAROS


Um lugar lindo, de águas cristalinas e... café da manhã!
Bernô e eu, já vesgos de fome, à base de Ruffles, biscoitos e água quente engarrafada. O café reforçado nos prepararia para o workshop logo em seguida.



Guiados por Paulinha e Amanda, fomos até à Praia de Matariz, na escola Brasil dos Reis, com crianças de 6 a 12 anos. Eu que sempre estive do lado de lá, pude sentir como é estar a frente de tantos pequenininhos e ouvir o "bom dia" mais caloroso e revigorante que, talvez, nem lá no interior de onde venho ainda se escute.
Enquanto Bernô explicava o esquema para se construir a cabeça do Naruto na lousa, eu passava em cada mesa e tive a sorte de ouvir de cada um a descrição simples de uma infância sem MSN, Wii ou o raio que o parta:



Eu (interpretando um professor eficiente): - A cabeça agora parece uma pipa, não é?
Criança 1: - Eu sei desenhar uma pipa! Olha...
Criança 2 (corrigindo a Criança 1): - Isso é uma pipa "arraia"! Ela não tem rabiola!

Infância essa que nem eu tive! Nenhum braço quebrado, só longas horas diante da TV ou desenhando deitado no chão da sala. Quando fui explicar um nariz triangular, ouvi de um dos gêmeos:

- Aah, triângulo igual quando se joga bolinha de gude, né?

Jamais me lembraria!



Ainda no primeiro dia, depois de assistir a derrota vergonhosa do Brasil na Copa e aflição de todos os presentes (enquanto rabiscava num caderno, hoho), um almoço farto e 30min. de sesta, pegamos o barco (ou balsa? Ainda não sei a diferença). O Festival já estava para começar!



Foi onde eu "peguei" a Maria Bonita... doces recordações...


O sábado foi o dia mais puxado! Das 15h às 21h direto. Felizmente, diferente de outros eventos, pudemos conversar com os clientes e fizemos amigos de toda parte.
De manhã confirmei o que já desconfiava: não sei nadar! Hahaha, tudo bem... desconheço tanta coisa que é só adicionar à lista!

O domingo começaria bem cedo, às 10h.


Garota nativa dos arredores



ÚLTIMO DIA...

Passou voando!
Aniversário do Bernô, que acordou podrão, ficando ausente na hora do café e durante a travessia de barco para o local do evento. Já em terra firme, recebeu um tratamento de acupuntura nas mãos e orelhas, fazendo lembrar o Pinhead de Hellraiser.




Nesse intervalo, conheci o pessoal do Shiatsu: Fernando, Daniela e Railda, que me propuseram uma permuta: Nikayou em troca de sessão. E, apesar de ser Bernô o convalescente... ohoho, claro que eu aceitei!
Daniela era pequena mas tinha dedos de martelo! Descobri ser mais tenso do que pensava. Feito bife de terceira. Ela me disse que seriam necessárias, pelo menos, umas três horas!

Falando em tensão, no dia anterior, a Argentina, nosso arqui-inimigo no futebol, foi eliminado de forma humilhante pela Alemanha. Já no domingo eu não tinha mais camisetas limpas de uniforme, então vesti a única ainda apresentável, coincidentemente trazida da Argentina em janeiro.
Em época de show do Metallica, comprei a camiseta preta com a singela estampa nas cores da bandeira: BUENOS FUCKING AIRES (o primeiro palavrão do blog, desculpem). Não vou explicar a palavrinha central mas, colocada ali, tem uma conotação positiva e empolgante, quase que saudando o país como coisa incrível.
O que vem ao caso é que fui surpreendido por 3 clientes argentinos, nada felizes com a derrota de seu país! Felizmente eram jovens e, como os jovens de lá tem um costume ainda maior que os nossos de usar gírias em inglês, fui absolvido sem grandes explicações... ufa!


UMA DA TARDE


Era o fim para nós: mangá, origami, taikô e dança. O momento da despedida que eu tanto detesto.



No almoço: camarões gigantes! Uma família inteira... chuif. Mesmo com o coração partido, descobri que abrir sua carcaça - revelando a carne suculenta - sem as mãos, não é tarefa fácil! Andréa (origami) tentou me explicar mas acho que, para minha coordenação motora, é de um nível ainda mais alto que usar hashi!


Fernando, Paulinha, Bernô, Daniela e Railda

Nosso Muito Obrigado à tia Kika (Fumiko), enfermeira muito prática e intuitiva que cuidou do Bernô na hora do piriri. Tia Carmen que não parou um minuto (te devemos um desenho), Noemia, mãe das meninas que quebrou nosso galho na hora da janta (delícia de udon apimentado!). Mariana, Fernanda e Leila que nos acompanharam no pebolim (Leila superagressiva!) e na confusa partida de pingue-pongue (Fernanda superagressiva!), onde ninguém sabia direito as regras - eu menos!. Tio Luiz de Jacareí (mundo pequeno)!, Tia Regina (precisa tratar logo desse braço, hein!), Henrique e Amanda, presentes o tempo todo (em setembro quero ir ao casamento! ou, pelo menos, ver as fotos). Rafael e Ana, os fotógrafos vindos lá do Sul, ainda em aula na Universidade. Verinha que nos aturou mais uma vez até o momento em que precisamos trocar de ônibus no meio do caminho, ehehe.


Andréa Logolia, companhia sempre animada o tempo todo. E seu site é tão legal!

Paula Souto e banda, harmônicos juntos em palco e fora do palco. Obrigado pela blusa naquele vento doído dentro do barco, hehehe. Vi que seu desenho amassou um pouquinho. Te faço outro melhor um dia desses.

E a mais um monte de gente que eu quero muito rever em breve, nem que seja só daqui a um ano, e fizeram da nossa estada a melhor possível:

MUITO obrigado!

Vocês deixaram saudade e, puxa vida, como o tempo passa depressa quando se está gostando de alguma coisa!

Apesar das tragédias, vamos continuar celebrando a vida!



É isso ae!

11 comentários:

Yasmin Ayumi disse...

Parece q foi bacana hein XDD
pelo menos não choveu
Putz a acupuntura do Bernô...que aflição que dá...
asuhasuas não sabe nadar...que tristeza, como espera sobreviver ao apocalipse?? O_o

o..o andre santos disse...

Foi muito bom!

Ahn... não sou ingênuo a ponto de tentar nadar no fogo! +__+

que mórbida vc...

inconstância disse...

aeeeeee! caramba!!! adorei! li tudinho (mesmo depois do sentimentalismo inicial! hahaha)....é...amassou...preciso aprender a ser cuidadosa, mas em compensação eu SEI NADAR!!!! ;-)

o..o andre santos disse...

Srta. "Inconstância", percebi que não tirei nenhuma foto sua, nem da banda, este ano... aiai.

Obrigado por comentar!
Ano que vem quero ver vc arriscando em japonês! Vou aplaudir de pé!

inconstância disse...

só não achei a Uchinanchu no Takara! manda pra mim!!! pauladaqui@hotmail.com =)

Michele disse...

Uia!! deve ser muito legal poder viajar assim d vz em qdo ^^
Essa ultima foto do Berno... lembro de ter visto uma estatua igual na volta de Marilia... não botei a cabeça lah dentro com medo de q não saisse dpois hahhaa

Raquel Sumeragi disse...

Sair de São Paulo as vezes é tão bom!!! ^ ^


Aquela foto da escola Brasil dos Reis diz muito! Com certeza foi mesmo um 'bom dia' caloroso que citou!

o..o andre santos disse...

Itigo-Miki no meu blog! Vivaa!
Vc deve ser baixinha, a cabeça nao alcançaria, ehehe.
Obrigado pela visita!

Raquel: Vc iria se esbaldar com os pequenininhos. Sei que gosta bastante. ^^

Michele disse...

Oww!! Eu não sou tãaao baixinha assim nee rss (1,64........ diminui 1 cm jah... no colegial tinha 1,65 XD)... o problema é o cabeçao de uchinanchu... hahahha vai q bota a cabeça e sofre dpois pra tirar nee hahahha

Raquel Sumeragi disse...

Verdade! ^ ^

o..o andre santos disse...

Michele, a Raquel confirmou a historia da "cabeça uchinanchu"...XD Rerererere